Como nos conhecemos

Como é bom recordar! Conheça os detalhes da nossa caminhada até o nosso casamento.

Essa é uma história de amor de um herói e uma mocinha. Nossa história começa em fevereiro de 2012, no início das aulas do cursinho pré-vestibular:

Nossa mocinha, Marília, 17 anos, branca, cabelos castanhos e ondulados, olhos cor de mel, último ano do ensino médio no IFRR, estava estudando para cursar Direito.

Então, nossa mocinha se encontra com o herói dessa linda história, Eduardo, 21 anos, preto, careca, olhos pretos, trabalhava de manhã e de tarde e estudava à noite com o sonho de cursar Medicina. Ambos almejavam uma vaga na Universidade Federal.
Inicialmente, a mocinha não gostou do nosso herói, ela o achou meio desajeitado, estranhou seu visual careca, mas em seguida descobriu que ele estava apenas pagando uma promessa e homenageando sua madrinha que estava em tratamento de saúde.

Espertamente, nosso herói conquistou a amizade da linda mocinha e, meses depois, investiu em um romance. Porém essa história por pouco não foi abalada, quando a nossa protagonista passou na prova do Enem em João Pessoa e começou com os preparativos para iniciar o curso longe de seu amado, na época estavam com poucos meses de namoro.

Mas graças aos laços do destino a nossa personagem perdeu o prazo da matrícula em João Pessoa, ao mesmo tempo em que saíram os resultados do vestibular da UFRR, em que ela descobriu que também tinha sido aprovada.
Infelizmente, o nosso herói não teve a mesma sorte na batalha pela aprovação no vestibular
E ele continuou trabalhando e estudando, na esperança de um dia iniciar o curso de medicina.

Em 2013, Marília inicia seu estudo em Direito e, em segredo, também estuda para concursos, já pensando no futuro com seu amado, que ainda, não pensava em casório. E em pouco tempo é aprovada em dois concursos.
E nesse mesmo ano Marília deu a ideia para Eduardo pedir demissão, incentivando-o a estudar e se comprometendo em “segurar as pontas”, ele com medo de sair do emprego pede orientação de seu pai, que sabiamente respondeu: "larga!! De fome a gente não morre".
Sendo assim, Eduardo decidiu pedir demissão e se firmar em seu sonho de ser médico.
E com muito esforço e dedicação, no mesmo ano, ele passou para medicina.

Em 2014, o casal feliz, pois, Marília estava no segundo ano de Direito e concursada e Eduardo no primeiro ano de medicina. Tudo flores nas vidas dessas pessoas. Porém em 21 de julho aconteceu algo triste e inesperado, o pai de Eduardo que o apoiou no sonho de ser médico, teve um mal súbito e não resistiu. Foram dias difíceis para os nossos protagonistas, mas eles reverteram a tristeza da morte do grande pai e amigo em boas lembranças de sua vida.
E assim decidiram morar juntos e planejar esse momento maravilhoso para o casal que é o matrimônio, a união perante familiares, amigos e, em especial, Deus.
E hoje, você que está lendo essa história, é convidado para participar de mais esse momento de alegria junto aos noivos.

Abraços,  
Eduardo e Marília.